domingo, 22 de janeiro de 2017

Pindorama vicentina e os degredados


Querendo saber o motivo de tantas lutas e derramamento de sangue na Europa do século XV, Jesus ouviu de um dos seus assessores que, apesar de tudo, os movimentos bélicos despertariam novas atividades humanas e também iria proteger os lugares sagrados, da época da sua estada na Terra. E o Mestre questionou: "Mas qual lugar na Terra não é sagrado, Helil"?

E foram conhecer a América, da qual lhe falara o seu entusiástico preposto, sobre a tão sonhada renovação do planeta.

"E onde fica a região onde meu coração indica novas lutas intimas e muitas esperanças para os que sofrem na Terra"? Perguntou Jesus.

Helil respondeu prontamente: "Senhor, este lugar fica mais para o Sul".

E vendo a magnitude pura da natureza e a simplicidade dos silvícolas que ali viviam, Jesus ordenou: "Para essa terra será transplantada a árvore do meu Evangelho. Virão para cá as almas simples e laboriosas da Europa e também as que já fortaleceram o coração na senda das provações e hoje labutam nas lutas tribais do contingente africano.

E tu, Helil, te corporificarás entre os lusitanos, antigos fenícios, para que inicie sob seu comando as conquistas a que estão destinados e também os compromissos que doravante devem desempenhar no mundo. Os degradados, com suas dores profundas da solidão e do desterro, serão os primeiros convocados"

Adaptado de Chico Xavier-Humberto de Campos. Brasil Coração do Mundo, Pátria do Evangelho.

Nenhum comentário: