quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Brigas de família na Capitania.



No suplemento especial de A Tribuna de hoje (20/01) uma curiosa matéria relatando os bastidores da luta política entre a tradição vicentina e a modernidade praiagrandense no longo episódio da emancipação nos anos 60. Os deputados Esmeraldo Tarquínio (nascido em São Vicente e radicado em Santos) e Olavo Horneux de Moura foram os defensores da conservação vicentina. Tarquinio denunciava em 1963 que a emancipação atendia somente os interesses da construtora Andraus, dona do empreendimento Cidade Ocian. São Vicente perderia Praia Grande após uma longa batalha judicial, incluindo um veto do então governador Ademar de Barros. Com o advento do regime militar em 1964 (não abordado no texto), veranistas e moradores influentes acabaram pressionando para que houvesse a separação definitiva em 1967.

PS. Nenhuma fonte foi citada pelo autor da matéria. Para saber mais: site Novo Milênio.

Nenhum comentário: